Rosas: conheça seus diferentes significados e o que elas representam

0

Postado por admin | Postado em Plantas e Flores | no dia 28-09-2012

Ao longo da história da humanidade, nenhuma flor foi tão amada e respeitada como a rosa. De diferentes cores e formatos, elas são até hoje as mais utilizadas como artigos decorativos e presentes.

Seja devido a sua beleza única ou perfume agradável, as rosas são as preferidas pelos românticos. São também admiradas e usadas em diversas ocasiões devido à vasta quantidade de significados que cada uma representa.

Confira a seguir então seus diferentes significados e simbolismos:

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Flickr

– Rosas vermelhas: A mais comum e procurada entre as rosas representa um amor intenso. Por exemplo, no chão ela indica o amor de um amigo que deseja mostrar o respeito e a beleza de sua relação para com o presenteado. Em outros casos a rosa vermelha simboliza uma paixão ardente e forte;

– Rosas brancas: Usualmente escolhidas por noivas para o buquê por representarem eternidade, a flor simboliza também pureza e inocência. Oferecer uma rosa branca a alguém significa que deseja com a mesma uma relação baseada em um sentimento puro e longo;

– Rosas cor-de-rosa: Representam gratidão e gentileza, estabelecendo uma relação de apreço entre aqueles que se presenteiam com esta flor. Em tons mais claros, a flor simboliza simpatia e admiração;

– Rosas amarelas: Excelentes para a comemoração de datas aniversários, esta planta indica satisfação e alegria. Há quem acredite que as rosas amarelas representem algum tipo de malícia, denotando segundas intenções de quem a dá como presente;

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Flickr

– Rosas laranjas: Em sua maioria apresentam um significado de inocência, pureza, respeito, reverência, silêncio e humildade;

– Rosas azuis: As rosas azuis representam confiança, reserva, harmonia e afeto;

– Rosas violeta: Transpassam calma, auto-controle, dignidade, aristocracia e profissionalismo;

Existem também as rosas que representam sentimentos desagradáveis, como as a seguir:

– Rosas pretas: Pela cor forte e densa, as rosas pretas simbolizam a morte em sua maioria e também sentimentos de tristeza e separação;

– Rosas cinza: Apresentam significado de desconsolo, aborrecimento e velhice.

Passo a passo para montar um arranjo Ikebana

0

Postado por admin | Postado em Arranjos de flores | no dia 28-09-2012

Decorar a casa ou apartamento com um arranjo de flores garante ao ambiente mais frescor, sofisticação e tranquilidade. E assim como a pintura de uma parede, o estilo do adereço tem forte influência sobre as sensações ou energias transmitidas no local.

Por isso, a arte japonesa de arranjos florais, chamada ikebana, está ganhando fama entre as pessoas que querem harmonia, equilíbrio, paz e simetria para o seu lar.

Aos que pretendem adquirir este tipo de arranjo, há diversas opções de ikebanas em nosso site.

Agora, aos adeptos do ‘faça você mesmo’, elaboramos um passo a passo, com dicas para montar o seu próprio arranjo ikebana. Assim, além de montá-lo de acordo com a sua personalidade, você poderá aprender novas técnicas de decoração para a sua casa. Confira!

Foto: Flickr

Materiais:

– Base de ferro com pregos (também chamado kenzan);

– Um recipiente ou vaso de sua preferência que possa conter água;

– Plantas: folhas e flores. As helicôneas e as folhas de dracena são excelentes para o arranjo;

– Musgo seco: além de esconder o kenzan, o produto controla e diminui a evaporação da água;

– Podão ou tesoura de jardinagem.

Para montar:

– Primeiramente, coloque o kenzan no recipiente escolhido e, em seguida, água até que atinja a base da folhagem da planta;

– Ponha o maior ramo representante do Céu, com cerca de 15º de inclinação em relação a sua base prendendo-o nos pregos do kenzan de forma firme. Algumas pedras podem ser necessárias nesse caso, pois com o peso da planta a mesma tende a se desequilibrar;

– Em seguida, coloque no recipiente, preso ao kenzan, o ramo menor, o qual representa o Homem com inclinação de cerca de 45º. Então, deve-se dispor o terceiro ramo correspondente a Terra com mais ou menos 75º de inclinação;

– A ideia da montagem é fazer com que os ramos fiquem em harmonia.

Foto: Flickr

Ornamentação:

– Disponha as folhas decorativas na base, de forma que até mesmo sua ponta esteja também inserida e presa ao kenzan;

– Para finalizar, coloque mais musgo seco a fim de esconder a base do kenzan. Quando o recipiente for raso, a água deve ser reposta diariamente;

– Depois de finalizadas as três etapas, se feita com ramos secos, a base do arranjo pode ser decorada com flores cortadas de sua preferência.

Pronto! Seu ikebana está concluído e já pode deixar sua casa mais bonita, alegre e com boas energias!

 

Decoração com flores artificiais de um jeito como você nunca viu

0

Postado por admin | Postado em Decoração para casamento em Belo Horizonte | no dia 26-09-2012

Com o passar do tempo, as tendências em decoração se transformam, renovam e ressurgem. É assim, por exemplo, que as flores artificiais passam e deixam de ser as protagonistas na hora de decorar. Hoje, as imitações de plantas estão em alta e, com algumas dicas, são responsáveis por deixar qualquer casa ainda mais bonita e acolhedora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Free Digital Photos

E para quem está pensando em comprar flores artificiais, existem dicas que podem deixar a sua decoração mais natural e alegre.

Veja as sugestões que a Ikebana Flores preparou para você:

– Coloque as flores artificiais nos mesmos locais que você colocaria um arranjo com plantas naturais. Um arranjo de mesa, por exemplo, ou no peitoril da janela, do lado de fora, garantem uma impressão mais natural;
– Escolha réplicas de qualidade, confeccionadas com materiais que imitem a textura da planta. Nesse sentido, as imitações com ‘gotas’ de água, devem ser escolhidas com mais cuidado, já que o truque acaba evidenciando a artificialidade do produto;
– Para evitar exageros, a forma e as dimensões do arranjo devem estar de acordo com o restante da decoração, seja ela mais clássica, excêntrica ou moderna;

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Free Digital Photos

– Ao contrário do que muitos podem pensar, as réplicas não precisam necessariamente ser colocadas em salas de jantar e cozinhas. Nos quartos, modelos com galhos, folhas e flores mais delicadas podem ser dispostos próximos à janela, o que confere um ar bucólico ao ambiente;

– Na sala de jantar, as flores deverão ser discretas, assim como o arranjo não deve ser muito alto, a fim de não tirar o foco dos moradores e visitantes da casa ou apartamento enquanto conversam, por exemplo;

– Opte por tons mais neutros e materiais como silicone, que possuem a aparência muito próxima às flores naturais;

– Use a criatividade e monte seus próprios arranjos, utilizando diferentes recipientes, vasos e garrafas.

Seguindo essas dicas, as flores artificiais garantem um toque todo especial à sua decoração, cumprindo o seu papel de deixar o ambiente mais fresco e acolhedor.

Como cuidar de seu Bonsai e deixar a planta sempre bonita

0

Postado por admin | Postado em Bonsai como cuidar, Dicas importantes | no dia 26-09-2012

A palavra Bonsai provém do japonês e significa “árvore em bandeja”. A planta, que apesar de ser bem pequena, requer cuidados especiais para estar sempre saudável e bem desenvolvida. Só assim, sua beleza tão admirada será alcançada. As medidas para o cultivo de um Bonsai, no entanto, são bem simples e não exigem conhecimentos especiais. Confira as principais dicas, que a Ikebana Flores preparou para você!

Foto: Flickr

 

 

 

 

 

 

 

Onde o seu Bonsai deve ficar

A escolha do lugar onde será disposto o Bonsai é muito importante para que a planta seja bem cuidada. A exposição ao sol matinal, por exemplo, é essencial ao seu desenvolvimento saudável. Por isso, colocá-lo na varanda, próximo a janelas e portas que recebam os primeiros raios de sol é uma boa opção.

Em contrapartida, colocar o Bonsai sobre eletrodomésticos não é aconselhável. Isso porque o calor emitido por estes aparelhos são prejudiciais à sua saúde, e o mesmo vale para a exposição ao ar condicionado, vento excessivo e contato direto com a chuva.

Outro cuidado importante é mudar a planta de lado a cada dois meses, o que facilita o seu crescimento, permitindo que ela se desenvolva e evolua de forma proporcional.

 Foto: Flickr

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando regar o Bonsai

A frequência das regas do Bonsai varia de acordo com o clima. Em dias mais quentes e secos, por exemplo, a planta pode ser regada até duas vezes ao dia, preferencialmente uma vez durante a manhã e outra à tarde. Em dias normais, a rega pode ser feita apenas uma vez no início ou no fim do dia.

Assim como a falta de água, o excesso de regas não traz nenhum benefício à planta. Por isso, a atividade deve ser feita apenas quando o solo já estiver seco. Por isso, antes de regar um Bonsai, é preciso verificar a umidade da terra, o que pode ser feito a partir de um toque. Dessa forma, será possível mantê-lo úmido na medida certa, mas nunca encharcado ou seco demais.

Outra informação bastante relevante aos cultivadores da planta é que muitos Bonsais morrem por excesso de rega. Por isso, o cuidado nesse sentido é tão necessário.

Quando e como fazer a poda do Bonsai

A poda do Bonsai deve ser feita em duas partes e de maneira bem específica, tanto nas folhas quanto nas raízes. A poda das folhas serve para manter o crescimento adequado dos ramos. Para obter o efeito esperado, os galhos devem ser aparados apenas quando tiverem 10 ou mais pares de folhas, reduzindo esse número para no máximo 4 pares. Assim, a planta poderá receber luz solar em toda sua extensão.

A poda das raízes permite que a planta alcance a fase adulta sem crescer demais. Para realizar esta tarefa, o primeiro passo é retirar o vegetal do vaso e podar suas raízes inferiores, nunca as laterais. Em seguida, será possível devolvê-la ao vaso e preencher os espaços vazios com terra.

A poda das raízes deve ser realizada anualmente em Bonsais de até três anos. Após este período, a poda pode ser feita de cinco em cinco anos.