Como fazer um canteiro de flores cheio de charme?

ico admin ico 07/02/2018

Sem enrolação: saiba como ter um canteiro de flores simples, rápido e fácil.

cuidando de um canteiro de flores

 

Cultivar plantas é um passatempo perfeito para quem gosta de estar em contato com a natureza e relaxar. Se for um canteiro de flores, dá ainda mais prazer ver toda aquela beleza! E, para isso, nem é preciso ter muito espaço, o canteiro pode ser colocado em jardins das casas ou mesmo na varanda de um apartamento.

Ter em casa um cantinho florido traz harmonia e conforto, além de deixar o ambiente muito agradável e cheiroso. Acompanhar o crescimento das plantas e cuidar para que fiquem bonitas e cheias de vida proporciona bem-estar físico e mental.

Ficou com vontade de ter um cantinho em casa para cuidar e deixar bem florido? Então, continue lendo este artigo e entenda tudo o que vai precisar para ter um lindo canteiro de flores!

 

Defina o espaço disponível

 

Definir o espaço onde o canteiro ficará é o primeiro ponto para iniciar o projeto. Isso, porque há plantas que precisam de sol e outras de sombra. Então, dependendo de onde o canteiro estiver, você vai definir as espécies se atentando a todas as necessidades das flores.

Por esse motivo, delinear onde será o seu canteiro dará condições para escolher as espécies mais adequadas ao espaço escolhido. Além disso, você terá que verificar o tipo de solo e, se preciso, fazer adequações. Conhecer as características da terra onde o canteiro será montado facilita a escolha de plantas que se adaptem ao terreno.

Caso seja sua primeira experiência com jardinagem, comece com uma área pequena, que não passe de três metros. Assim, você vai começar a entender como as plantas se comportam e ficará experiente para ampliar a área de plantio posteriormente.

 

Trabalhe espaços verticais

 

Canteiro suspenso é uma ótima opção para aproveitar bem os espaços verticais, especialmente nas sacadas e varandas da sua residência.

Os canteiros suspensos podem ser uma opção para você que não tem muitas áreas livres onde mora.

Esse tipo de espaço é mais fácil de cuidar, pois fica distante do solo e exclui os prejuízos causados pelas ervas daninhas. Além disso, pode ser deslocado para locais com mais ou menos sombra, conforme o tipo de flor que você cultivar.

 

Prepare o solo adequadamente

 

A preparação da terra significa o sucesso de seu canteiro e a vitalidade das plantas. É preciso retirar o mato, as ervas daninhas, pedregulhos e outros elementos que possam prejudicar o cultivo. Logo em seguida, o solo deve ser revolvido para receber uma boa adubação.

O adubo fornece nutrientes imprescindíveis para o crescimento saudável das flores do seu canteiro: o nitrogênio, que auxilia na saúde e beleza; o potássio, que aumenta a resistência contra doenças; e o fósforo, que atua no desenvolvimento das plantas.

É fundamental manter o seu canteiro sempre protegido e bem cuidado para evitar o surgimento das ervas daninhas, perda de nutrientes e erosão. Para isso, espalhe na superfície do solo uma camada de serragem grossa, palha, folhas secas ou casca de pinus.

A terra deve ficar fofinha para deixar a água passar e haver uma boa drenagem. A cobertura também contribui para a retenção de umidade na terra.

 

Escolha as flores com cuidado

 

Se você não tem muita experiência com jardinagem, talvez seja melhor iniciar o projeto com espécies que necessitam de menos manutenção. Existem duas categorias de flores para você cultivar. Veja como se dividem!

 

Flores anuais

 

Duram um único ciclo. Depois de florescerem, soltam as sementes e morrem. Por esse motivo, você deve trocá-las a cada estação. Algumas têm bulbos que precisam ser desenterrados após o florescimento e armazenados em local seco para o próximo plantio.

A vantagem é que o canteiro pode ser renovado a cada ano, com espécies diferentes de flores. Os tipos mais comuns de flores anuais são:

  • amarílis;
  • girassol;
  • petúnias;
  • amor-perfeito;
  • sálvia;
  • zínia.

 

Flores perenes

 

São as flores mais usadas nos canteiros, pois exigem menos cuidados de manutenção, sem a necessidade de replantio. Algumas florescem em estações específicas, enquanto outras dão flores o ano todo.

Há uma boa variedade de flores perenes de tamanhos e cores distintas, o que facilita em projetos paisagísticos. Por isso, faça um planejamento cuidadoso para garantir muitas cores e flores durante todo o ano em seu canteiro. Para conseguir um jardim sempre florido, basta considerar qual a época que cada espécie floresce e fazer plantios baseados nesse aspecto.

Veja alguns exemplos de flores perenes:

  • astromélia;
  • àster;
  • sálvia;
  • lavanda;
  • flor de cone;
  • astilbe;
  • calêndula;
  • lírio;
  • cravina;
  • gerânio;
  • jasmim.

 

Monte o canteiro de flores

 

Com o solo preparado, é chegada a hora de plantar sementes e mudas. Faça buracos e mantenha uma distância entre elas. Para criar um aspecto harmônico após as espécies se fixarem, as plantas mais altas devem ser posicionadas na parte de trás. Em seguida, plante as médias no meio e as pequenas ou rastejantes na frente.

Essa estrutura dará beleza e simetria ao jardim. Ao escolher as espécies, leve em conta a semelhança nas necessidades da planta. Isso facilitará a manutenção e os cuidados diários.

O canteiro de flores pode ter pedras contornando e delimitando o espaço, em especial se estiver junto a outras plantas. Além de embelezar, as pedras formam uma barreira que impede que a terra escorra com a chuva. Além disso, essa borda evita a invasão de ervas daninhas.

 

Cuide da manutenção com atenção

 

Independente de serem anuais ou perenes, as flores pedem atenção especial. Nada que exija de você um curso de especialização, mas o canteiro precisa de condições específicas para evoluir e fazer o maior sucesso, especialmente se for posicionado em uma varanda.

A limpeza, poda e adubação regulares, além da rega constante, mantém o jardim bonito. Será preciso também prestar atenção em eventuais pragas e doenças. As espécies têm exigências diferenciadas, mas o ideal é regar na parte da manhã ou ao entardecer.

Jamais molhe uma planta durante o período em que o sol está muito quente. Lembre-se, também, de observar se a terra está úmida. Se estiver, aguarde até que a quantidade de água diminua, encharcar a terra pode danificar a raiz e matar a planta.

A luz natural interfere diretamente no crescimento e desenvolvimento das plantas do seu canteiro. Existem espécies que se adaptam melhor à luz indireta e sombra; outras preferem luz direta.

Como você vai precisar manter o solo adubado e as plantas bem cuidadas, providencie algumas ferramentas básicas. Para cuidar do jardim, compre pás, tesouras para poda, sacho, forquilha, luvas e regador.

Agora que você sabe como fazer um canteiro de flores, é hora de pôr as mãos na terra! Já que você gosta de ter plantas por perto, siga o nosso perfil no Facebook Instagram e fique por dentro de artigos como este.

Deixe um comentário