Como fazer um pomar em casa? A gente explica

ico admin ico 18/10/2018

 

Comer uma fruta do pomar em casa tem um sabor totalmente diferente. E não é só pela experiência gostosa, mas porque, hoje, o Brasil já é o maior consumidor mundial de agrotóxicos. Você sabia disso? Os dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Ministério da Saúde também apontam aumento no número de mortes e intoxicações envolvendo esses defensivos agrícolas.

Diante de um cenário assim, as pessoas têm investido bastante em hortas caseiras e também em pomares em casa. Além de ter o prazer de cultivar as plantas e árvores, é possível colher frutos frescos, que impulsionam uma alimentação mais saudável e longe de riscos.

Você tem vontade de aderir a essa ideia? Muito bom! No entanto, é necessário se atentar para alguns cuidados importantes. Abaixo, listamos dicas fundamentais para que o seu pomar em casa dê certo. Vamos conferir?

 

Prepare o terreno para o plantio

 

Antes de começar a criar o seu pomar, é essencial verificar as condições do terreno. Algumas características vão ajudar:

  • terreno preferencialmente plano ou levemente inclinado;
  • solo profundo e bem drenado;
  • área cercada para evitar a entrada de animais;
  • terreno sempre limpo, sem pedras, entulhos e raízes de plantas;
  • terreno sem formigueiros na área ou arredores;
  • proteção vegetal contra ventos fortes que derrubam flores e frutos, deformam galhos e prejudicam a polinização.

Se você tem dúvidas sobre as condições do seu solo, vale apostar em análises de laboratórios especializados com amostras retiradas do terreno. Outro fator primordial para se criar um pomar em casa é verificar se existe água potável nas proximidades. Além disso, o chão deve ser rico em matéria orgânica e receber insolação adequada.

 

Escolha tipos de plantas e árvores de acordo com o clima local

 

Antes de escolher as mudas para o seu pomar em casa, você precisa estudar o clima da região. Só a partir disso é possível determinar o tipo de árvore frutífera ou planta que você vai cultivar. Para isso, é fundamental saber que as espécies são separadas em grupos de clima tropical, temperado e subtropical.

Cada grupo se adapta melhor a uma região. Quer um exemplo? Algumas árvores de clima tropical não prosperam em regiões de invernos frios e geadas. Por outro lado, frutíferas de clima temperado precisam de um tempo de dormência em temperaturas mais baixas para que depois floresçam e deem frutos.

 

 

Observe como estão as mudas

 

Depois de preparar o terreno e identificar quais são as espécies indicadas para o seu pomar, é hora de adquirir as mudas. Elas precisam ser vigorosas, com raízes saudáveis e bem formadas. Na dúvida, pesquise produtores de confiança, pois eles vão orientar a respeito da melhor muda. Se preferir, inclusive, pode realizar essa pesquisa e adquirir as plantas em lojas virtuais.

Algumas dicas adicionais também são bem-vindas:

  • árvores de grande porte, como mangueiras, não devem ser plantadas próximas à casa ou muros, pois danificam suas estruturas;
  • jacas e abacates caem e são frutos pesados. Logo, podem danificar veículos ou telhados;
  • árvores menores, como de limão, acerola, pitanga, romã, jabuticaba e mexerica, são indicadas para espaços reduzidos;
  • para espaços pequenos, você pode usar vasos para as árvores e plantas. Apenas escolha modelos maiores para que a raiz se desenvolva;
  • folhas e frutos caídos devem ser retirados para evitar a permanência de pragas e doenças, que atacam as plantas vivas;
  • trepadeiras, como maracujá e uva, devem ficar limpas até a altura da estrutura que dá sustentação.

 

 

E aí, o que achou das dicas para fazer um pomar em casa? Que tal ter um? Além dos benefícios já citados no início do post, também devemos nos lembrar que uma sombra fresca é sempre uma delícia, principalmente em dias quentes, não é mesmo?

Se ainda ficou alguma dúvida ou se você tem sugestões a dar a respeito da criação do pomar em casa, deixe seu comentário aqui no post!

Deixe um comentário