Tipos de orquídeas: conheça as curiosidades de cada uma

ico admin ico 10/11/2017

 

A orquídea, que faz parte da família Orchidaceae, é uma das flores mais bonitas e apreciadas no mundo. Existem diversos tipos de orquídeas conhecidos atualmente: são mais de 35 mil espécies diferentes espalhadas pela natureza, cada uma com cores e formas variadas.

Muitas delas são utilizadas para fins ornamentais, contribuindo com os decoradores para embelezar os espaços e torná-los mais alegres e coloridos. Outras, porém, são cultivadas pela sua utilidade: é o caso da Vanilla, usada na produção de baunilha, e da Jumella, que participa da produção de perfumes e tabaco, por exemplo.

Apesar de ser considerada uma planta frágil, a orquídea na verdade é uma espécie forte que sobrevive bem no seu habitat natural. Talvez essa fama se deva às dúvidas que existem quanto a melhor forma de cultivá-las em ambientes totalmente diferentes dos seus de origem.

Quer conhecer os principais tipos de orquídeas e a melhor forma de cultivá-las? Continue a leitura!

Vanda

Vanda é um tipo muito comum na família das orquídeas que habitam o tronco das árvores. É oriunda das regiões pantanosas da Ásia, onde há muita luz e a umidade do ar é elevada.

Sua coloração pode ser bem variada, possuindo exemplares nas cores alaranjadas, azuis e amarelas. Possui um desenho caracterizado por pintinhas espalhados por suas pétalas macias e muito brilhantes.

A espécie tem uma forma bem característica de avaliar sua necessidade de irrigação. Sua raiz indica a carência pelo comprimento: se estiver curta, é sinal de que recebeu água suficiente. Esse tipo de orquídea floresce 4 vezes por ano.

Cattleya

Um dos gêneros de orquídeas mais populares e mais vendidas do mundo, a Cattleya é classificada como epífita, ou seja, vive apoiada em troncos de árvore. No entanto, ela pode ser cultivada “apoiada” em um vaso preenchido com lascas de madeira.

De acordo com alguns colecionadores, essa espécie é uma das mais perfeitas do mundo, devido às suas formas equilibradas. Seu nome é uma homenagem ao orquidófilo inglês William Cattley.

Cattleya deve ser cultivada à meia sombra e em temperaturas amenas. No entanto, tolera bem temperaturas mais altas. Essa orquídea se adapta com facilidade a ambientes internos, desde que sob boas condições de umidade e iluminação.

Oncidium

A Oncidium faz parte do gênero de orquídeas encontrado facilmente na América do Sul (Brasil, Paraguai e Argentina). Conhecida popularmente no Brasil por chuva de ouro, dançarina ou dama dançante, ela cresce sob galhos de árvores e deve ser cultivada à meia sombra. É possível cultivá-la em jardim, desde que fique protegida do sol e dos ventos.

Por haver uma grande variedade de espécies, é difícil definir regras para o seu cultivo. Precisa de luminosidade, circulação de ar e de uma boa umidade do ar, mais até do que de um substrato molhado.

Outro cuidado muito importante para esses tipos de orquídeas é evitar mantê-las em ambientes com pouca ventilação ou junto a muitas plantas aglomeradas.

Dendrobium

Originária do Sudeste da Ásia, a Dendrobium é conhecida também pelo nome de “olhos de boneca”. É comum encontrar essa variedade de orquídea nas cores branca, amarela, rosa e laranja, e ainda um tipo mutante na cor azul.

Sua floração se mantém de dois a quatro meses. Quando as flores caem, ela só volta a florescer cerca de seis meses depois. Sua altura chega a no máximo 40 cm.

Esses tipos de orquídeas preferem ficar à sombra ou com claridade moderada, em temperaturas de até 22 graus. São classificadas como epífitas, mas conseguem se reproduzir no solo.

Phalaenopsis schilleriana

Originária das Filipinas, é também conhecida por orquídea borboleta. Trata-se de uma variedade muito elegante que pode chegar a 1 metro de altura. No entanto, a phaleaenopsis padrão, conhecida por mini, atinge somente 30 cm.

Esta é uma orquídea que gosta de sombra e é do tipo epífita, que vive em troncos de árvores ou sobre pedras.

Entre os principais cuidados, está o de não receber regas por borrifo, pois suas folhas acumulam água que favorecem a formação de fungos.

Ainda tem dúvidas sobre os principais tipos de orquídea e seus cuidados? Entre em contato conosco: basta acessar nosso site e enviar sua mensagem!

Deixe um comentário