Como Fazer Centrinhos de Mesa

ico admin ico 28/09/2011

 

O centro de mesa é muito usado como ornamento em comemorações, festas e eventos. Um dos mais utilizados é o arranjo de flores; sua beleza é potencializada ainda mais quando combinado com as toalhas escolhidas para a decoração.

Existem vários tipos de arranjo de flores para mesa. Neste texto, falaremos um pouco sobre como montá-lo e daremos as principais dicas para que você saiba escolher as flores da estação, as espécies apropriadas e também saiba definir o aparador ideal para cada arranjo.

Assim, se você é criativo, gosta de flores e deseja presentear alguém especial ou até mesmo obter uma renda extra, poderá aprender as informações principais. Lembre-se que, quanto mais você treinar, mais bonitos serão os arranjos. Continue lendo e fique expert no assunto!

 

Como fazer centros de mesa com flores do campo

 

1. Organize as folhagens em círculo na base preenchendo todo o arranjo de forma que fique redondo.

2. Coloque as flores do campo em círculo, contornado a folhagem; disponha-as de forma alternada para que as cores e tamanho fiquem variados.

3. Coloque também tangos, áster ou gypsi — flores miúdas que complementam o arranjo e dão o toque final.

 

Como fazer centros de mesa com rosas vermelhas

1. Primeiramente, coloque as folhagens em círculo na base e preencha todo o arranjo de forma que fique bem redondo; não use as que estiverem velhas.

2. Agora, coloque as rosas vermelhas ou outra cor de sua preferência ou que combinem com a ocasião do evento, contornando a folhagem e fincando-as bem no floral para sempre estarem hidratadas.

3. Coloque os tangos, áster ou gypsi — flores miúdas que dão o complemento ao arranjo. Elas devem ser dispostas uniformemente um pouco acima das flores do campo ou das margaridas. Você pode acrescentar também junco ou outros verdes ao arranjo.

4. Para finalizar, coloque mais um pouco de água por cima.

 

 

Confira dicas para fazer um lindo arranjo de flores para mesa

 

Escolha as flores da estação

Mesmo as naturais sendo mais caras, quando utilizadas nas decorações obtêm-se arranjos mais bonitos, sofisticados e elegantes. As flores da estação são as mais indicadas, tanto por sua durabilidade, quanto por apresentarem menor preço. Existem algumas que geralmente saem mais em conta como: girassol, margarida, crisântemo, cravina etc.

As flores flutuantes também são uma ótima opção para serem colocadas em recipientes transparentes. Lembre-se de que, para mantê-las por mais tempo, deve-se colocar água filtrada e em temperatura ambiente. Evite também usar flores muito grandes e perfumadas em locais sem ventilação, para que não corra o risco de deixar o ambiente desconfortável.

Para facilitar, abaixo apresentamos a lista de algumas flores de cada estação:

  • primavera — cravo, orquídeas do tipo phalaenopsis e demphale, rosa, copo-de-leite, lírio, gérbera, hortênsia etc;
  • verão — hortênsia, rosa, astromélia, cravo, lisianto, cherry, etc;
  • outono — flor de ervilha, gérbera, rosas, animajo, orquídeas do tipo cymbidium e catleya etc;
  • inverno — rosas, tulipas, gérbera, astromélia, boca-de-leão, flor de ervilha, copo-de-leite, flor de cerejeira etc.

 

Tenha atenção com a escolha da espécie

Ao escolher a espécie, dê preferência para as que são da estação. Assim, o custo dos arranjos será bem menor e a beleza será maior. Favoreça as espécies de fragrâncias suaves, evitando as de aroma intenso, como jasmim e dama-da-noite. Elas podem tornar o ambiente desconfortável, principalmente para pessoas com olfato apurado ou para as que são alérgicas.

As espécies também se relacionam com o estilo do evento ou da pessoa que as escolheu. As rosas, por exemplo, apresentam um estilo romântico. Já as folhagens e orquídeas tornam o ambiente mais contemporâneo, os lírios e cravos são muito utilizados quando deseja-se um estilo mais clássico, e as flores campestres, usadas para criar um estilo rústico.

Com a grande variedade de flores disponível, tornou-se mais fácil ousar tanto na escolha das espécies quanto nas cores, criando arranjos diferentes, criativos e sofisticados. Então, aproveite a quantidade de opções para sair do comum e caprichar!

 

Defina o aparador e o vaso ideal

Para valorizar a decoração, é importante definir tanto um aparador quanto um vaso ideal, que combine com as flores escolhidas. Por exemplo: um arranjo único e pequeno, com poucas flores, não ficará valorizado em uma mesa muito grande.

Já arranjos maiores e com flores grandes, se colocados em uma mesa pequena, podem torná-la desconfortável, impedindo que as pessoas possam enxergar umas às outras durante um jantar.

Existem diversas opções de vasos, em diversos tamanhos e materiais como: cerâmica, vidro, madeira, prata, cristal, porcelana e até mesmo plástico. Suas cores devem combinar e ornar com as do arranjo. Se o ele for de tonalidade forte, os vasos devem ser mais básicos, transparentes ou com tons mais suaves e neutros.

É importante destacar que, se os arranjos forem escolhidos para uma ocasião específica, é interessante levar em consideração o horário, uma vez que eventos diurnos pedem arranjos mais leves, baixos e menores. Já nos noturnos, pode-se variar e ousar mais.

O ideal é que as cores e as características do ambiente em que os arranjos serão usados sejam analisadas para que a escolha da decoração orne com o cômodo, proporcionando mais harmonia.

O tamanho das flores e o estilo e tamanho dos vasos também devem ser harmônicos com o ambiente. Na dúvida, opte por tons mais claros, pois os muito fortes são os mais difíceis de harmonizar e combinar.

Agora que você já sabe como fazer arranjo de flores para mesa original, criativo, bonito, mais econômico e duradouro, está esperando o que para colocar a mão na massa? Use e abuse da beleza das flores no seu dia a dia, nos eventos mais importantes e para presentear as pessoas que você ama.

 

Gostou deste texto? Então, siga-nos no Facebook, assim você vai poder acompanhar todos os posts e aprender mais sobre o mundo das flores!

 

 

Deixe um comentário